seja um franqueado

Franquias

Ousadia e empreendedorismo são as marcas registradas do Grupo Bonaparte desde 1996, quando formatou o restaurante Bonaparte, introduzindo no mercado um conceito revolucionário no setor de alimentação fora do lar.

Hoje, 20 anos depois, o Grupo tem em seu portfólio mais de 50 restaurantes, espalhados por 11 estados do Brasil divididos entre 4 marcas (Bonaparte, Donatário, Capilé e Monalisa).

O grupo tem como foco para os próximos anos, acelerar o crescimento da marca no país e isso é apenas o início de uma longa estrada de crescimento e sucesso!

Há vários anos o Grupo Bonaparte conquista o Selo de Excelência em Franchising, conferido pela Associação Brasileira de Franquias (ABF), um certificado de reconhecimento e satisfação dos franqueados da sua rede.

Porque ser um franqueado?

Imagina ter que iniciar um negócio do zero com uma marca pouco vista e conhecida por você e pelas pessoas ao seu redor? Agora pare pra pensar em iniciar com uma marca estabelecida no mercado e com investimentos em tecnologia e marketing?

Se pararmos para refletir sobre franquia, vamos notar que é um modelo de negócio que envolve direitos de uso da marca, inteligência, tecnologia, produtos ou serviços e suporte técnico e operacional.

 

No pilar segurança, a taxa de mortalidade no período de cinco anos é de apenas 15% para franquias , para um negócio independente esse número vai para 80%. Isso tudo pelo fato do franqueado não precisar iniciar tudo do zero. Embora algumas regras devam ser cumpridas, no sistema de franquia as decisões nunca são tomadas sozinhas, ou seja, as possibilidade de grandes falhas são infinitamente menores.

 

Mas não acaba por aqui, uma pesquisa aprofundada, rica em leituras e conversas com franqueados, vai lhe ajudar a entender melhor e descobrir se ser um franqueadoé o melhor negócio para você. Boa sorte!

Diferenciais

- Projetos inovadores.

- Cardápios dinâmicos.

- Estrutura gerencial completa.

- Gestão de Marketing.

- Suporte Comercial.

- Consultoria permanente.

- Grupo Bonaparte, com 20 anos no mercado.

- Gestão estratégica para redes.

- Apoio na inauguração.

Dicas

Entre em contato com os franqueadores da rede e agende uma conversa pessoalmente. Pergunte como foi o apoio da franqueadora no período da comercialização, pré-inauguração, inauguração, se houve treinamento, suporte da equipe de projetos durante a implantação e inauguração, suporte dos consultores de campo, e demais áreas.

Conheça a rotina de uma ou mais unidades in loco.

Acompanhe a abertura e fechamento de alguma loja, explore-a em dias e horários diferentes.

Confirme o fluxo do franqueador.

Leia com calma a COF (Contrato de Oferta da franquia).

Certifique-se de que o software de gestão é único e adequado para todas as unidades da rede.

Verifique a garantia de abastecimento e se a qualidade dos produtos é reconhecida.

Informe-se sobre as taxas e seus destinos.

Faça suas pesquisas e para definir qual é a melhor franquia para abrir, uma das formas de encontrá-la é basear-se nas tendências de mercado e acompanhar de perto os rumos de nossa economia.

Apesar disso não se esqueça, a busca da melhor franquia deve estar alinhado com suas preferências e afinidades pessoais.

Lei da Franquia

Lei 8.955 de 15 de dezembro de 1994
Lei de Franchising

 

Dispõe sobre o contrato de franquia empresarial (franchising) e dá outras providências.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei:

Art. 1º Os contratos de franquia empresarial são disciplinados por esta lei.

Art. 2º Franquia empresarial é o sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique caracterizado vínculo empregatício.

Art. 3º Sempre que o franqueador tiver interesse na implantação de sistema de franquia empresarial, deverá fornecer ao interessado em tornar-se franqueado uma circular de oferta de franquia, por escrito e em linguagem clara e acessível, contendo obrigatoriamente as seguintes informações:

I - histórico resumido, forma societária e nome completo ou razão social do franqueador e de todas as empresas a que esteja diretamente ligado, bem como os respectivos nomes de fantasia e endereços;

II - balanços e demonstrações financeiras da empresa franqueadora relativos aos dois últimos exercícios;

III - indicação precisa de todas as pendências judiciais em que estejam envolvidos o franqueador, as empresas controladoras e titulares de marcas, patentes e direitos autorais relativos à operação, e seus subfranqueadores, questionando especificamente o sistema da franquia ou que possam diretamente vir a impossibilitar o funcionamento da franquia;

IV - descrição detalhada da franquia, descrição geral do negócio e das atividades que serão desempenhadas pelo franqueado;

V - perfil do franqueado ideal no que se refere a experiência anterior, nível de escolaridade e outras características que deve ter, obrigatória ou preferencialmente;

VI - requisitos quanto ao envolvimento direto do franqueado na operação e na administração do negócio;

VII - especificações quanto ao:
a) total estimado do investimento inicial necessário à aquisição, implantação e entrada em operação da franquia;
b) valor da taxa inicial de filiação ou taxa de franquia e de caução;
c) valor estimado das instalações, equipamentos e do estoque inicial e suas condições de pagamento;

VIII - informações claras quanto a taxas periódicas e outros valores a serem pagos pelo franqueado ao franqueador ou a terceiros por este indicados, detalhando as respectivas bases de cálculo e o que as mesmas remuneram ou o fim a que se destinam, indicando, especificamente, o seguinte:
a) remuneração periódica pelo uso do sistema, da marca ou em troca dos serviços efetivamente prestados pelo franqueador ao franqueado (royalties);
b) aluguel de equipamentos ou ponto comercial;
c) taxa de publicidade ou semelhante;
d) seguro mínimo;
e) outros valores devidos ao franqueador ou a terceiros que a ele sejam ligados;

IX - relação completa de todos os franqueados, subfranqueados e subfranqueadores da rede, bem como dos que se desligaram nos últimos doze meses, com nome, endereço e telefone;

X - em relação ao território, deve ser especificado o seguinte:
a) se é garantida ao franqueado exclusividade ou preferência sobre determinado território de atuação e, caso positivo, em que condições o faz; e
b) possibilidade de o franqueado realizar vendas ou prestar serviços fora de seu território ou realizar exportações;

XI - informações claras e detalhadas quanto à obrigação do franqueado de adquirir quaisquer bens, serviços ou insumos necessários à implantação, operação ou administração de sua franquia, apenas de fornecedores indicados e aprovados pelo franqueador, oferecendo ao franqueado relação completa desses fornecedores;

XII - indicação do que é efetivamente oferecido ao franqueado pelo franqueador, no que se refere a:
a) supervisão de rede;
b) serviços de orientação e outros prestados ao franqueado;
c) treinamento do franqueado, especificando duração, conteúdo e custos;
d) treinamento dos funcionários do franqueado;
e) manuais de franquia;
f) auxílio na análise e escolha do ponto onde será instalada a franquia;
g) layout e padrões arquitetônicos nas instalações do franqueado;

XIII - situação perante o Instituto Nacional de Propriedade Industrial - (INPI) das marcas ou patentes cujo uso estará sendo autorizado pelo franqueador;

XIV - situação do franqueado, após a expiração do contrato de franquia, em relação a:
a) know how ou segredo de indústria a que venha a ter acesso em função da franquia;
b) implantação de atividade concorrente da atividade do franqueador;

XV - modelo do contrato-padrão e, se for o caso, também do pré-contrato-padrão de franquia adotado pelo franqueador, com texto completo, inclusive dos respectivos anexos e prazo de validade.

Art. 4º A circular oferta de franquia deverá ser entregue ao candidato a franqueado no mínimo 10 (dez) dias antes da assinatura do contrato ou pré-contrato de franquia ou ainda do pagamento de qualquer tipo de taxa pelo franqueado ao franqueador ou a empresa ou pessoa ligada a este. Parágrafo único. Na hipótese do não cumprimento do disposto no caput deste artigo, o franqueado poderá arguir a anulabilidade do contrato e exigir devolução detodas as quantias que já houver pago ao franqueador ou a terceiros por ele indicados, a título de taxa de filiação e royalties, devidamente corrigidas, pela variação da remuneração básica dos depósitos de poupança mais perdas e danos.

Art. 5º (VETADO).

Art. 6º O contrato de franquia deve ser sempre escrito e assinado na presença de 2 (duas) testemunhas e terá validade independentemente de ser levado a registro perante cartório ou órgão público.

Art. 7º A sanção prevista no parágrafo único do art. 4º desta lei aplica-se, também, ao franqueador que veicular informações falsas na sua circular de oferta de franquia, sem prejuízo das sanções penais cabíveis.

Art. 8º O disposto nesta lei aplica-se aos sistemas de franquia instalados e operados no território nacional.

Art. 9º Para os fins desta lei, o termo franqueador, quando utilizado em qualquer de seus dispositivos, serve também para designar o subfranqueador, da mesma forma que as disposições que se refiram ao franqueado aplicam-se ao subfranqueado.

Art. 10. Esta lei entra em vigor 60 (sessenta) dias após sua publicação.

Art. 11. Revogam-se as disposições em contrário.

 

Brasília, 15 de dezembro de 1994; 173º da Independência e 106º da República.

ITAMAR FRANCO
Ciro Ferreira Gomes

depoimentos

descubra o negócio que é aSua cara

  • Capital disponível
  • R$

Negócios no seu perfil de investimento:

SEJA UM FRANQUEADO DE SUCESSO!

Cadastre-se e receba mais informações sobre os negócios do Grupo Bonaparte.

*Preencha todos campos corretamente.
Cadastro efetuado com sucesso!